Publications: 1 | Followers: 1

AULA 1 - PROJETO ABNT NBR 16577_2016

Publish on Category: Business 9

ESPAÇO CONFINADO

PROJETO ABNT NBR 16577/2016 VISA SUBSTITUIR NBR 14787/2001 CANCELADA EM 2016
TERMOS E DEFINIÇÕES
PROJETO ABNT
NBR16577:2016
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
Serão apresentados somente as divergências das normas, e o que o projeto trás de novidades em relação ao anterior
3 Termos e definições
PROJETO ABNT NBR16577:2016
3.1 abertura de linha alívio intencional de tubulação contendo fluido em quantidade, pressão ou temperatura com potencial de causar lesão ao trabalhador
ABNT NBR 14787:2001 - CANCELADA
3.1 abertura de linha: Alívio intencional de um tubo, linha ou duto que esteja transportando ou tenha transportado substâncias tóxicas, corrosivas ou inflamáveis, um gás inerte ou qualquer fluido em volume, pressão ou temperatura capaz de causar lesão.
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições
PROJETO ABNT NBR 16577:2016
3.2 afogamento aspiração de líquido não corporal por submersão ou imersão
ABNT NBR 14787:2001 - CANCELADA
3.2 aprisionamento: Condição de retenção do trabalhador no interior do espaço confinado, que impeça sua saída do local pelos meios normais de escape ou que possa proporcionar lesões ou a morte do trabalhador.
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
ESTA NORMA NÃO TEM VALOR NORMATIVO E ESTÁ A DISPOSIÇÃO EM CONSULTA NACIONAL NO SITE DA ABNT

http://www.abntonline.com.br/consultanacional/

ACESSE E PARTICIPE!!
ITENS NOVOS SUGERIDOS
3 Termos e definições

3.3 análise preliminar de risco (APR) técnica de análise de riscos em que a visão do trabalho a ser executado permite a identificação dos riscos envolvidos em cada passo da tarefa, e ainda propicia condição para evitá-los ou mantê-los dentro de um nível aceitável de risco
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.4 ajuste em sensores dos detectores de gás procedimento de alinhamento da acuracidadedo detector
NOTA Um ajuste bem-sucedido consiste em alinhar a resposta do sensor para corresponder ao valor de concentração de um determinado gás quando exposto a ele
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.10calibração

operação que estabelece, sob condições especificadas, em uma primeira etapa, uma relação entre os valores e as incertezas de medição fornecidos por padrões e as indicações correspondentes com as incertezas associadas; em uma segunda etapa, utiliza esta informação para estabelecer uma relação visando a obtenção de um resultado de medição a partir de uma indicação
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

NOTA 1

Uma calibração pode ser expressa por meio de uma declaração, uma função de calibração, um diagrama de calibração, uma curva de calibração ou uma tabela de calibração. Em alguns casos, pode consistir em uma correção aditiva ou multiplicativa da indicação com uma incerteza de medição associada.
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

NOTA2
Convém não confundir a calibração com o ajuste de um sistema de medição, frequentemente denominado de maneira imprópria de “autocalibração”, nem com a verificação da calibração.

NOTA3
Frequentemente, apenas a primeira etapa na definição 3.10 é entendida como sendo calibração.
[FONTE: ABNT ISO/IEC Guia 99:2014, 2.39]
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.11 calibração acreditada

calibração realizada por um laboratório que possui acreditação junto ao Inmetro
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.12 compostos orgânicos voláteis (COV)
compostos orgânicos que possuem elevada pressão de vapor, ou seja, são facilmente vaporizados em condições normais de temperatura e pressão ambientes. Uma grande variedade de moléculas a base de carbono, como aldeídos, cetonas e outros hidrocarbonetos leves são COV
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.16 controle de fontes de energia
metodologia e dispositivos de bloqueio e etiquetagem que utilizam meios físicos para manter o sistema em posição segura, eliminando a possibilidade de que qualquer forma de energia se encaminhe ao sistema inadvertidamente
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.20 equipamentos de medição atmosférica para controle de gases e vapores
detectores de gases e vapores dotados de sensores específicos para gases previamente identificados no espaço confinado
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.21 equipamentos de salvamento
materiais necessários para que a equipe de salvamento possa utilizar nas operações de salvamento em espaços confinados, previstos nos possíveis cenários de acidentes obtidos a partir das análises de riscos
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.24 espaço confinado
qualquer área não projetada para ocupação humana contínua, a qual tem meios limitados de entrada e saída ou uma configuração interna que pode causar aprisionamento ou asfixia em umtrabalhador e na qual a ventilação é inexistente ou insuficiente para remover contaminantes perigosos e/ou deficiência / enriquecimentode oxigênio que possam existir ou se desenvolver ou conter um material com potencial para engolfar/afogar um trabalhador que entrar no espaço
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.25 espaço confinado
“não perturbado”
característica técnica do espaço confinado definida no cadastro com os riscos inerentes ao local. As medidas de controle de riscos são norteadas pela permissão de entrada e trabalho (PET)
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.26 espaço confinado “perturbado”
característica da alteração ocasionada pela(s) atividade(s) que será(ão) executada(s) no interior do espaço confinado, sua dinâmica de evolução de riscos associada aos riscos presentes no espaço confinado “não perturbado”. Neste caso, as medidas de controle de riscos são baseadas na análise preliminar de risco (APR)
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.28 gerenciamento de mudança
atuação no tempo e por meio de mecanismos apropriados, por parte do empregador ou seus prepostos, que o(s) permite(m) identificar, analisar, autorizar a implementação, avaliar a eficácia e concluir mudanças de modo que seus riscos sejam eliminados ou mitigados ainda na fase pré-potencial, ou seja, antes que se tornem não-conformidades reais capazes de gerar acidentes ou outras perdas
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.33 monitoramento remoto
monitoramento realizado por captação da atmosfera à distância por meio de bomba de aspiração automática (interna ou externa) ou manual, por meio de sucção realizada por aspirador do tipo pera acoplado à mangueira, com ponteira rígida (para medição horizontal) e/ou mangueiras (para medição vertical
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.34 monitoramento contínuo
monitoramento realizado em tempo real e ininterrupto em uma determinada atmosfera. Deve ser realizado próximo ao local onde o trabalhador estiver realizando suas atividades. A presença de trabalhadores em espaços confinados contidos em grandes áreas pode necessitar de mais de um instrumento para o monitoramento contínuo, dependendo do raio de ação do aparelho em uso
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.35 mudança
qualquer alteração permanente ou temporária relativa a uma instalação, atividade e/ou operação existente(s), durante todo o seu ciclo de vida, que modifique os riscos identificados ou altere sua confiabilidade
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

NOTA
Esta definição inclui mudanças de pessoas, de condições do ambiente de trabalho, máquinas, equipamentos e ferramentas; matérias-primas e utilidades de processo (incluindo parâmetros variáveis como temperatura, pressão, vazão e concentração), natureza e características de reações químicas, resíduos e rejeitos gerados pelo trabalho; procedimentos e métodos de trabalho (incluindo ordens gerenciais e atos de supervisão)
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.42 Ventilação
procedimentode movimentar continuamente uma atmosfera limpa para o interior do espaço confinado, de acordo com o tipo de contaminante, por meio de ventilação geral diluidora (VGD) ou ventilação local exaustora (VLE) ou método combinado
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.43 ventilação geral diluidora (VGD)
processo de renovação do ar de um espaço confinado por meio da insuflação e/ou exaustão de ar, cuja finalidade é de promover a renovação de ar, redução da concentração de contaminantes e conforto térmico
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
3 Termos e definições

3.44 ventilação local exaustora
(VLE) que tem a finalidade de exaurir o contaminante na fonte ou próximo à fonte para evitar que se espalhe no interior do espaço confinado
NÃO TEM VALOR NORMATIVO
AULA1
Espaço confinado — Prevenção de acidentes, procedimentos e medidas de proteção
Espaço confinado — Prevenção de acidentes, procedimentos e medidas de proteção

0

Embed

Share

Upload

Make amazing presentation for free
AULA 1 - PROJETO ABNT NBR 16577_2016